Você não precisa ser feliz

Nenhuma emoção é feita para durar para sempre, mesmo aquelas que nos fazem bem. Um conhecimento superficial da Psicologia Positiva pode nos levar a acreditar que precisamos ser felizes. Mas não se trata de perseguirmos um ideal de felicidade permanente e falacioso. A proposição é aumentar a positividade em nossas vidas utilizando nós mesmos como referência, com ponto de partida.

É por isso que esse blog se chama “Você Mais Feliz”: como você pode ser um pouco mais feliz do que costuma ser? Você se sente deprimido? Como podemos lhe ajudar a se sentir um pouco menos esvaziado amanhã? Se sente ansioso? Como reduzir um pouco da ansiedade e inserir momentos de tranquilidade em seu dia a dia? Essa é a nossa proposta de trabalho.

Não se trata, portanto, de um mantra “seja positivo não importa o que aconteça”. A proposta é ser autêntico, humano, estar aberto a todas as coisas boas que acontecem em nossas vidas e às quais não prestamos atenção ou não valorizamos. Também temos como objetivo ajudar você a ressignificar eventos negativos e traumáticos para que, além do sofrimento, eles também possam contribuir para o seu crescimento pessoal.

Não se trata de forçarmos a felicidade em nossa vida, mas de estarmos abertos a ela. É mais efetivo focarmos nas circunstâncias do nosso dia a dia e tentarmos aumentar a positividade nos eventos cotidianos que tentarmos controlar as nossas emoções para nos sentirmos felizes, pois isso é artificial.

E como fazemos isso? Priorizando atividades que irão nos proporcionar emoções positivas e quando elas surgirem, darmos a devida atenção a elas. Quantas vezes deixamos de tomarmos um café com um amigo querido porque temos algo urgente para fazer e que se pensarmos um pouco não é tão urgente assim?

Quando priorizarmos a positividade em nossa vida, ampliamos a quantidade de emoções positivas que experimentamos, nos sentimos mais satisfeitos com a vida de forma geral, reduzimos sintomas depressivos, melhoramos nossos relacionamentos e nos tornamos mais resilientes. Diante de todos esses benefícios eu te pergunto: você já sabe o que contribui para a sua vida ser mais feliz? Já começou a priorizar o que é mais importante para você?

Vania Moraes, psicóloga e life coach


  1. Pingback: Automutilação Sem Ideação Suicida (ASIS) « Você Mais Feliz


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s