Pesadelos infantis? O que fazer?

Pesadelos falam sobre o medo. Eles são um canal de manifestação do inconsciente e nos revela que a criança está passando por uma fase de ansiedade, angústia ou preocupação.

Pesadelos são comuns na infância, mas muitos pais não sabem o que fazer. Por se tratar de uma situação de medo, o foco é acalmar a criança, consolando-a e mostrando que elas estão em segurança.

Lembre-se que a criança está mais amparada na realidade concreta que nós adultos. Isso acontece porque o cérebro infantil ainda não está totalmente desenvolvido. Apenas por volta dos vinte e poucos anos (alguns autores falam até em 30 anos) ocorrerá a conclusão do desenvolvimento e amadurecimento do cérebro. Dessa forma, apenas conversar e explicar sobre os pesadelos pode não ser suficiente. É importante ter algo real e concreto no ambiente que a deixe segura.

Vale colocar um bichinho de pelúcia na cama, deixar uma luzinha no corredor acessa, deitar-se um pouco na cama até ela se acalmar… Cada família vai descobrir aos poucos os melhores caminhos e o que funciona melhor para o seu pequeno.

Um recurso que eu gosto muito é o spray de matar monstros (mais abaixo ensino como fazer).

Crie uma história associada ao spray e explique que ele serve para matar monstros e mantê-los afastados. Eu usei com os meus filhos quando eles eram pequenos em uma fase que começaram a falar que estavam com medo de dormir no escuro. Contei a história de que quando a gente se tornava mãe, a fadinha entregava para a gente um spray mágico e poderoso para manter nossos filhos afastados do perigo. Eles adoraram! Saíram borrifando o quarto todo. Dormiram muito bem e após alguns dias esqueceram-se do spray e do medo do escuro.

As coisas com as crianças normalmente se resolvem rapidamente. Se eles sentirem que as questões deles foram ouvidas e acolhidas, normalmente os sintomas ou desconfortos somem naturalmente. Contudo, às vezes há questões mais profundas e inconscientes que precisam ser trabalhadas.

Na psicoterapia infantil, podemos utilizar os desenhos, a brincadeira, as histórias, os baralhos para aprofundarmos nos conteúdos de medo e entendermos quais são os pensamentos que estão associados àquele temor. Temos muitos recursos para falarmos sobre as emoções e explicar à criança qual a função delas em nossas vidas.

Outra técnica que gosto muito de usar no caso de pesadelos infantis é a hipnose não verbal. Os resultados são rápidos e duradouros. E não causam desconforto à criança. Pelo contrário, como relaxam, elas gostam muito. Falei mais sobre esta ferramenta em um post anterior (clique aqui e acesse).

Vamos aprender a fazer um spray mágico?

Separe um borrifador e encha de água. Se quiser, pode pingar algumas gotas de essência de lavanda para tornar o spray “mais mágico” e ainda perfumar o quarto com esta essência com propriedades relaxantes. Poucas gotinhas são suficientes para um borrifador cheio. O aroma tem de ser levinho, suave. Se o seu filho for alérgico, não use a essência ou borrife apenas em locais mais afastados da caminha dele. Você pode convidar a criança a enfeitar o spray, pintá-lo, colar figurinhas. Algumas pessoas colocam glitter na água também para ela ficar com um brilhinho mágico. Se for usar o glitter, prefira uma opção biodegradável, ok?

7 respostas para “Pesadelos infantis? O que fazer?”

      1. Legal, Vania!!! Gostei da dica! Alberto tinha terror noturno quase todo dia. Agora tem uma vez a cada 3 meses.

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s